DESCUBRA O QUE ESSE MÉDICO TIROU DE DENTRO DO ESTOMAGO DESSA MENINA

Médicos removem bola de cabelo de 4 kg de estômago de uma garota e algo impressionante acontece. Descubra como isso foi parar dentro do organismo dela.

Ayperi Alekseeva é uma garota do Quirguistão de 18 anos de idade. Ela sofre de um grave distúrbio que faz com que ela queira comer coisas inusitadas, como cabelo, por exemplo. Nessa última semana a proeza de Ayperi foi descoberta.

A jovem estava sentindo fortes dores no estômago e estava emagrecendo muito, devido a esses e outros sintomas seus pais procuraram um médico.

O médico pediu todos os exames que julgou necessário e eis que em um deles o resultado surpreendeu a equipe médica. A menina estava com um bolo de cabelo misturado com pelo e pedaços de lã dentro do estomago. Eles quase nem acreditaram no que estavam vendo.

Uma bola de cabelo dentro do estomago

Estou inconformada. Com tantos tipos diferentes de comida para se apreciar a menina me resolve comer cabelo? Como assim? O pior não foi isso, foi descobrir o peso dessa bola.

pelo 02

Os cabelos pesavam mais de 4 quilos. Se a jovem não tivesse sido operada naquele momento ela provavelmente já estaria morta. Ayperi Alekseeva teve muita sorte de poder ter sido operada e ficar livre do problema, o mais engraçado é que os pais não perceberam nada.

A menina sofria de um transtorno onde ela ficava tão nervosa e apreensiva que comia as pontas do cabelo, ela também devorava fios de lá e especialmente diversos tipos de linha.

Tricotilofagia

O nome do transtorno é Tricotilofagia e ele é bem mais comum do que as pessoas imaginam. O transtorno de comer cabelo pode vim acompanhado da tricotilomania que também é uma espécie de distúrbio que consiste em arrancar por completo os fios da cabeça.

pelo

Felizmente a bola de cabelo foi removida com sucesso de dentro do estômago da jovem. Ainda bem que não aconteceu nada de mais grave com a jovem.

Ela prometeu para os pais e amigos que nunca mais comeria cabelo. Assim espero, afinal, correr mais um risco desses seria burrice. Mas temos que levar em consideração que a jovem sofre de um problema e ele precisa ser tratado para que os efeitos sejam eliminados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *